Prefeito promete tirolesa de 400 metros no Buracão

Ao participar da comemoração de aniversário de dois amigos, num bar da vila Operária, na tarde deste sábado, dia 30 de março, o prefeito José Fernandes, do PDT, prometeu construir uma tirolesa de 400 metros ligando a Travessa Padre Belini ao Estádio Antônio Vianna Silva, Tonicão.

A obra, segundo ele, faz parte de um projeto de criação de um Centro de Esportes Radicais que funcionará na área ao lado do estádio.

Ao microfone, o prefeito abusou da falta de modéstia: “Nunca houve um prefeito que fizesse tanto pela vila Operária como eu. E farei mais”, disse.Entre suas ‘conquistas’, citou a abertura de passagem sobre a linha férrea e a cobertura parcial das arquibancadas do estádio Antônio Vianna Silva, o Tonicão.

Por esquecimento, ou ingratidão, omitiu que a benfeitoria na praça esportiva para proteger torcedores do sol e chuva só será possível graças a uma emenda parlamentar apresentada pelo ex-deputado federal do PT, Valmir Prascidelli. “Depois da cobertura, daremos início ao projeto de iluminação”, anunciou.

Fernandes também prometeu revitalizar um grande barracão do antigo depósito da Estrada de Ferro Sorocabana, transformando o local, que encontra-se abandonado e sendo deteriorado, num amplo e moderno espaço coberto para sediar eventos culturais.

Durante seu discurso, o prefeito mandou um recado ao supostos adversários políticos: “Mesmo sabendo que há pessoas maldosas, que só sabem criticar nossa administração, continuaremos trabalhando e cuidando de gente”, finalizou.

TIROLESA – A tirolesa, obra anunciada pelo prefeito José Fernandes, na verdade é uma atividade esportiva de aventura originária da região do Tirol, na Áustria. Consiste em um cabo aéreo ancorado entre dois pontos, pelo qual o praticante se desloca através de roldanas conectadas por mosquetões a um arnês.

Tal atividade permite ao praticante a sensação de sobrevoar o terreno que passa por baixo, sem exigir esforço físico do praticante.A tirolesa pode ser construída com cabos de aço ou uso de cordas, para uso comercial recomenda o uso de cabo de aço pela resistência e durabilidade, já no caso de resgate e situações de lugares de difícil acesso, é usado cordas, por causa de seu peso e versatilidade.

Redação Carta Democrática

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.