RETROSPECTIVA DOS ERROS DO STF:

1. MENSALÃO. STF começa com os primeiros processos políticos e não jurídicos. O prenúncio do fim da Constituição Federal e ameaça da democracia.

2. NASCE A REPÚBLICA DE CURITIBA. O STF faz escola em processo político, permitiu a existência de um processo de exceção, mídia, somado a um pequeno setor do judiciário e poder econômico passam a controlar tudo. Juiz autoritário de primeira instância exerce função de delegado, promotor e juiz ao mesmo tempo. Completa ruptura com os direitos fundamentais e as garantias da Constituição Federal.

3. “O STF ESTÁ ACOVARDADO”. STF LEÃO COM LULA e PT. Naquele momento todos setores dominantes sociais saíram contra Lula e contra o PT, era um completo absurdo criticar o STF, onde já se viu isso?!

4. PRESIDÊNCIA GRAMPEADA. STF GATINHO COM A LAVA-JATO. Em flagrante crime contra a Presidência da República, um Juiz de primeira instância, coleta áudios da Presidente, fora do prazo do mandado judicial, e ao invés de encaminhar os áudios para o STF decidir o que fazer, o Juiz arbitrariamente, sabendo que era ilegal, divulga os áudios, depois escreve carta pedindo desculpas, e fica por isso mesmo.

5. A ONDA DO HEROÍSMO JUDICIÁRIO. Juízes federais do Brasil inteiro começam a buscar fama e capas em revistas e jornais televisivos, é a onda da limitar judicial e a interferência nos atos discricionários do Presidente da República. O STF PERMITE, POIS, DE FATO ESTÁ ACOVARDADO.

6. GOLPE de 2016 – STF lavou as mãos, disse que, mesmo INEXISTINDO crime de responsabilidade nada poderia fazer, porque era uma decisão política e não jurídica. Caiu no discurso financeiro/empresarial de que, “tirando a Dilma” o Brasil voltaria a ser uma potência mundial, igual era com o Lula.

7. PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA. Sabendo que a eleição era o objetivo dessa medida, o STF rasga clausula pétrea da Constituição, que garante ao réu ser preso apenas após o trânsito em julgado.

8. STF NÃO RECONHECE EM AGRAVO A IMPARCIALIDADE DE MORO. Anos depois o juiz de primeira instância viria a compor o governo de oposição ao LULA, que certamente ganharia as eleições se fosse candidato.

9. HABEAS CORPUS DE LULA. Além de Lula, mais ou menos outras 170 mil pessoas estão presas inconstitucionalmente por uma decisão momentânea de se manter a prisão em segunda instância, por razões políticas. Rosa Weber declara em todas as decisões ser contra essa ilegalidade, até 15 dias antes do julgamento do Lula ela tinha dado decisão nesse sentido. No dia do julgamento do Lula ela muda seu posicionamento, e diz que não poderia decidir aquela matéria em colegiado de Habeas Corpus, tinha que decidir de outra forma, sabe-se lá como.

10. ONU GARANTE PARTICIPAÇÃO DE LULA NAS ELEIÇÕES. Mais uma vez o STF lava as mãos, desrespeita tratados internacionais e deixa o desgaste todo na mão do Tribunal Superior Eleitoral, que ilegalmente permite uma fraude eleitoral.

11. STF CENSURA ‘FOLHA’ E ‘EL PAÍS’ DE GRAVAR ENTREVISTA COM LULA. Em um país onde se grava entrevista com assassino em série, com estuprador, com todo tipo de criminoso perigoso, Como Champinha, Suzane Von Richthofen, Goleiro Bruno, Nardonis, etc. Um ex-Presidente, que ainda não teve o trânsito em julgado de seu processo, é proibido de gravar entrevista, pois cometeu o crime maior de ter o poder de mudar o resultado das eleições só com uma simples entrevista.

12. PASMEM, depois de tudo isso. A classe média branca, depois de todas as ilegalidades do STF, quer que agora ele cumpra a Constituição Federal. Logo agora, que o STF, depois de chocar os ovos da serpente, virou alvo do que ele mesmo alimentou todos esses anos.

Por Matheus de Almeida / Advogado
Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.